Aulas e Shows de Flamenco

Silvia Canarim

 

Bailarina, coreógrafa e professora de dança flamenca. É diplomada em Estudos Avançados em Flamenco pelo Programa de doutorado Flamenco: un acercamiento multidisciplinar a su estudio da Universidad de Sevilla. Possui especialização em Dança PUC/RS e graduação em Comunicação Social/Jornalismo pela mesma instituição.

Sua pesquisa baseou-se nos novos paradigmas da dança flamenca contemporânea e teve como principal objeto de estudo o bailaor e coreógrafo sevilhano Israel Galván.

Realizou cursos de aperfeiçoamento em dança flamenca em renomados centros da Espanha como Centro Internacional Amor de Dios de Madrid e Estudio de Baile Flamenco Abierto Andrés Marín de Sevilla.

Entre seus mestres destacam-se La Truco, Vicky Barea, Yara de La Rua, Miguel Alonso, Cíntia Ruela, La China, La Tacha, Alfonso Losa López, Manolo Marín, Amália Moreira ‘La Morita’ e Robson Gambarra.

Dirigiu, atuou e coreografou diversos espetáculos, entre eles: Flamenco de Hoy y de Ayer (1999) – Teatro do Sesc Porto Alegre, Lorquianas (2001) – Teatro Renascença, Mosaico – As Múltiplas Faces do Flamenco (2002) – Theatro São Pedro, Flamenco Fusión  (2003) – Dado Tambor Porto Alegre, Encuentros Andaluces  (2003) – Theatro São Pedro, Luces y Sombras de España  (2007) – Teatro Renascença de Porto Alegre, Solos y bien acompañaos (2008) e Como montar um baile (2012) – Teatro Túlio Piva de Porto Alegre.

Em 2007, realizou o espetáculo A Casa no Centro Cultural IAB – Instituto de Arquitetos do Brasil, baseado no texto original de Federico García Lorca, A Casa de Bernarda Alba. A obra, financiada pelo Fumproarte da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, obteve oito indicações e recebeu quatro Prêmios Açorianos entre os quais, o de Melhor Espetáculo de Dança e o de Melhor Trilha Sonora.

Como jornalista, colaborou como correspondente no Brasil da revista argentina A Contratiempo (especializada em dança espanhola e flamenco), como articulista do site brasileiro Argumento (especializado em cultura e comportamento) e como crítica de dança flamenca do site espanhol Jerez Jondo (especializado em flamenco). É editora do site Flamenco y Contemporaneidad, dedicado ao flamenco e suas diversas manifestações no cenário contemporâneo.

Atua como bailarina e coreógrafa independente e dirige o Grupo Flamenco Silvia Canarim. Faz parte da Impuro Cia de Dança ao lado dos bailarinos Iandra Cattani e Alessandro Rivellino.

Como professora de dança ministra aulas regulares na escola Naira Nawroski Centro de Artes Integradas e no Espaço de Danças e Terapias Holísticas Gina Vitola de Porto Alegre. Realiza oficinas práticas e teóricas em outros espaços culturais como o Instituto Cervantes de Porto Alegre e de Curitiba.

Em 2015, o Grupo Flamenco Silvia Canarim foi selecionado para a ocupação e gestão cultural da sala 502 da Usina do Gasômetro de Porto Alegre.